Google+ Followers

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O poder da verdade

Foto e texto de hoje: http://i49.tinypic.com/2q9dw9k.jpg

Por que é importante que aprendamos verdades da Bíblia?
Até que ponto necessitamos de uns escritos antigos para o nosso benefício?
O Salmo 50:4 nos ensina a ter a língua dos instruídos para que possamos ajudar os 'lá fora' que acham que a vida é só viver um pouco e morrer (estão sem esperança); temos que chegar pra eles e falar que o caminho é o espiritual mesmo. Confirmemos isso lendo o livro bíblico de Isaías 48:17, 18 / 47:15 / 49:8 / 51:1, 13 / 49:7.
Percebe a importância de pregar?
Se não houver quem pregue, como poderão saber?
O próprio Jesus Cristo ia até as pessoas pregar o Reino de Deus e tornar conhecido Seu nome (Mateus 6:9 / João 17:26) como o próprio Deus havia exigido que fosse feito, segundo lemos em Êxodo 9:16. E nós os que pregamos o NOME de Deus somos perseguidos como já predito na Bíblia (Mateus 24:9).
Por isso tudo é que é importante aprendermos VERDADES DA BÍBLIA.
Que o Criador de todas as coisas nos permita um excelente dia de paz e felicidade!

                                                                                                                   Joca Vitorino


Jesus disse-lhe então: “Vai-te, Satanás! Pois está escrito: ‘É a Jeová, teu Deus, que tens de adorar e é somente a ele que tens de prestar serviço sagrado.’” — Mat. 4:10.
Se Jesus confiou nas Escrituras para resistir às tentações do Diabo, quanto mais nós devemos confiar! De fato, nossa capacidade de resistir ao Diabo e seus agentes começa com a determinação de conhecer bem os padrões de Deus e de aderir de perto a eles. Muitos sentiram-se induzidos a viver de acordo com os padrões da Bíblia depois que a estudaram e passaram a valorizar a sabedoria e a justiça divinas. Realmente, “a palavra de Deus” exerce uma força capaz de discernir “os pensamentos e as intenções do coração”. (Heb. 4:12) Quanto mais a pessoa lê e pondera sobre as Escrituras, tanto mais adquire ‘perspicácia quanto à veracidade de Jeová’. (Dan. 9:13) Sendo assim, é bom meditarmos nos textos que falam sobre nossas fraquezas específicas. w11 15/1 4:6, 7

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS



quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Adoração em família

Foto e texto do dia: http://i49.tinypic.com/5l8avl.jpg

Construa uma família feliz. O livro de 1 Coríntios 3:10-15 nos orienta na questão de lançar um alicerce seguro e viver plenamente.
O estudo bíblico em família é essencial, especialmente porque estamos vivemos tempos críticos, e isso nos dá um conforto, um consolo como não sentiremos a não ser no meio cristão. Devemos preservar a família para que a sociedade não se definhe como tem ocorrido. Perceba o maravilhoso exemplo de Noé; fez 'exatamente' assim como Deus ordenara. Por que deu certo Noé ter feito exatamente como Deus mandou? Porque ele deu prioridade aos assuntos espirituais (Lucas 2:41).
A responsabilidade dos pais é ilimitada. Existem pais que tem pouca tolerância com os filhos e os deixa viver como querem porque não aguentam mais tanta desavença e desrespeito, mas com o homem de Deus não é assim. Os filhos são como flechas nas suas mãos e a pontaria deve ser a ADORAÇÃO EM FAMÍLIA, conforme certificamos no Salmos 127:3-5.
São essas provisões e orientações que Deus nos dá e que devemos levar em consideração e colocar em prática no nosso dia a dia.
Deus nos conceda uma tarde feliz e bons momentos na nossa vida!

                                                                                                      Joca Vitorino


O mundo inteiro jaz no poder do iníquo. — 1 João 5:19.
A música e sua letra podem influenciar muito as nossas emoções e, desse modo, o coração figurativo. A música é uma dádiva divina há muito usada na adoração verdadeira. (Êxo. 15:20, 21; Efé. 5:19) Mas o perverso mundo de Satanás promove música que glorifica a imoralidade. Como você pode saber se a música que ouve é corrompedora, ou não? Pode começar por perguntar-se: ‘As músicas que ouço glorificam o assassinato, o adultério, a fornicação ou a blasfêmia? Se eu lesse a letra de certa música a uma pessoa, será que ela ficaria com a impressão de que eu odeio o mal, ou será que a mensagem dessa música indicaria que meu coração está corrompido?’ Não podemos dizer que odiamos o mal e, ao mesmo tempo, glorificá-lo na música. “As coisas procedentes da boca saem do coração”, disse Jesus, “e estas coisas aviltam o homem”. — Mat. 15:18; note Tiago 3:10, 11w11 15/2 4:11, 12

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Não demos motivos

Imagem do texto de hoje: http://i49.tinypic.com/70z8jo.jpg

Como não dar a outros motivos válidos para falar mal de você?
Como podemos ler em 1 Pedro 2:12, que os outros sempre nos vejam nos comportando bem. Isso é tão importante quanto abrangente. Quer ter certeza disso? Leia Efésios 4:29 e entenda porque devemos usar palavras edificantes, sempre. Isso nos faz manter a integridade e não sermos causa para tropeço (2 Coríntios 6:3). Principalmente quando ficamos atento às boas palavras de 'não sermos desencaminhados' e que 'associações que não são boas estragam hábitos úteis', conforme lemos em 1 Coríntios 15:33.
Sabe o que é bom de tudo isso? O que fica aprofundado no nosso coração. Um exemplo disso é que aprendi isso em Milagres, interior da Bahia, em fevereiro, numa reunião cristã. Ainda consigo lembrar e praticar essas coisas.
Que o nosso maravilhoso Deus Jeová nos conceda um maravilhoso dia na paz de Cristo!

                                                                                Joca Vitorino


Procurai a justiça. — Sof. 2:3.
Enquanto aguardamos o grande dia de Jeová, temos de persistir em buscar a Sua justiça. Demonstremos, portanto, amor genuíno pelos caminhos de retidão de Jeová Deus. Isso inclui manter firme no lugar a “couraça da justiça” para proteger o nosso coração figurativo. (Efé. 6:14) “Os olhos [de Jeová] percorrem toda a terra, para mostrar a sua força a favor daqueles cujo coração é pleno para com ele.” (2 Crô. 16:9) Quanto consolo nos dão essas palavras, ao fazermos o que é direito apesar da crescente instabilidade, violência e maldade neste mundo atribulado! É verdade que a nossa vida correta talvez intrigue as massas da humanidade afastada de Deus. Mas somos muito beneficiados de nos apegar à justiça de Jeová. (Isa. 48:17; 1 Ped. 4:4) Portanto, de coração pleno, estejamos decididos a sempre derivar alegria de amar e praticar a justiça de todo o coração. w11 15/2 3:18, 19

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Zelo. Por que tê-lo?

Texto de hoje com foto: http://i50.tinypic.com/zji80p.jpg

Devemos ter zelo pelas obras que nos comprometemos fazer.
O zelo é um marco social e profissional na vida do ser humano. É também uma obrigação cristã. Quando se coloca em prática as orientações bíblicas temos realmente direção na nossa vida.
O empenho é só parte do desejo de servir fielmente a Deus, pois a Bíblia nos exorta a estarmos sujeitos às autoridades, desde que não entrem em conflito com os mandamentos de Deus, pois Ele exige devoção exclusiva. Podemos confirmar lendo o texto de Tito 3:1-9. E como diz o versículo 8 ' ser fiel é excelente e proveitoso para os homens'. Crê nisso?
Que o nosso Pai Todo-Poderoso, que habita o mais alto dos céus nos permita um dia de alegria profunda e amor no coração!

                                                                                    Joca Vitorino


[Deveis apresentaros vossos corpos como sacrifício vivo, santo e aceitável a Deus. — Rom. 12:1.
Para ter a aprovação divina, a pessoa deve manter seu corpo aceitável a Deus. Se ela se aviltar com o uso de tabaco, noz de bétele, drogas ou abuso de álcool, sua oferta não terá valor. (2 Cor. 7:1) Além disso, visto que quem ‘pratica a fornicação peca contra seu próprio corpo’, qualquer tipo de conduta imoral faz com que o sacrifício se torne repulsivo para Jeová. (1 Cor. 6:18) Para agradar a Deus, a pessoa precisa ‘tornar-se santa em toda a sua conduta’. (1 Ped. 1:14-16) Outro sacrifício que agrada a Jeová tem a ver com a nossa capacidade de falar. Quem ama a Jeová sempre fala bem dele. (Sal. 34:1-3) Leia os Salmos 148-150 e veja quantas vezes esses salmos nos incentivam a louvar a Jeová. Realmente, “o louvor da parte dos retos é próprio”. (Sal. 33:1) E, por pregar as boas novas, Jesus Cristo, nosso Modelo, enfatizou a importância de louvar a Deus. — Luc. 4:18, 43, 44w11 15/2 2:12, 13

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

A demora do final dos tempos

Desde a infância ouvimos falar sobre o 'fim do mundo' e coisas parecidas. Esses ensinos deturpados que não são derivados de Deus nem de Sua Palavra, a Bíblia.
Tomemos como exemplo o escrito em 2 Pedro 3:8-15. No versículo 9 entendemos que Deus tem paciência para a salvação de muitos. Simples de entender, mas pessoas tendem a modificar o sentido do texto. No versículo 10 lemos que o dia de Deus virá como ladrão, que devemos ficar tanto ativos como despertos. No versículo 15 compreendemos que ao nos voltar para Jeová, de coração sincero, podemos obter salvação. No versículo 14 ficamos sabendo que temos que permitir que Deus nos encontre sem mancha... e em paz. Então, tendo entendido e aceitado tudo isso, devemos usar a paciência de Deus por estarmos ATIVOS no ministério cristão. Vá, pregue!
Jeová nos permita um maravilhoso e feliz dia!

Foto e texto do dia: http://i50.tinypic.com/34q78tu.jpg

                                                                                      Joca Vitorino


Os irmãos em Listra e Icônio davam dele bom relato. — Atos 16:2.
Timóteo foi um jovem que usou bem a vida de solteiro. A sua mãe, Eunice, e a sua avó, Loide, ensinaram-lhe desde a infância “os escritos sagrados”. (2 Tim. 1:5; 3:14, 15) Mas é provável que eles tenham aceitado o cristianismo apenas na primeira visita de Paulo a Listra, cidade natal deles, por volta de 47 EC. Dois anos depois, na segunda visita de Paulo, é possível que Timóteo tivesse uns 20 anos de idade. Embora fosse relativamente novo em idade e na verdade, os anciãos cristãos em Listra e na vizinha Icônio falavam muito bem dele. (Atos 16:1) Assim, Paulo o convidou para ser seu companheiro de viagem. (1 Tim. 1:18; 4:14) Não podemos afirmar que Timóteo nunca se casou. O que sabemos é que, como jovem, ele aceitou com alegria o convite de Paulo e que, por muitos anos depois disso, serviu como missionário e superintendente solteiro. — Fil. 2:20-22w11 15/1 3:7
ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

domingo, 25 de novembro de 2012

Alegria que nos dá

Alegria

Clique aqui e veja a foto do texto de hoje: http://i50.tinypic.com/ot0zfr.jpg

Imagine a alegria de um filho que antes de tropeçar e cair o pai o ajuda e protege. E segue assim no curso de sua vida. Sempre vai haver tropeços, escorregões e sempre vai haver proteção. Agora pense no próprio Criador da humanidade. Li em Isaías 46:4 E, quando ficarem velhos, eu serei o mesmo Deus; cuidarei de vocês quando tiverem cabelos brancos. Eu os criei e os carregarei; eu os ajudarei e salvarei. -Versão Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH). Esperançoso, não é? Fortalecedor também. Na verdade, é deveras engrandecedor saber que o Todo-Poderoso se dispõe a cuidar de nós.
Sempre fui feliz por ter os pais que tive e pelo pai que ainda tenho, graças a Deus. As lições que recebíamos eram duras, às vezes, mas valeram muito pra o nosso futuro; hoje posso educar meus filhos à moda verdadeira e não segundo os novos maus costumes, onde até a própria "Justiça' reduz a autoridade dos pais de como criar os filhos. Ora, antes de tudo isso, as famílias respeitavam-se mais e respeitavam aos outros muito mais. A felicidade e união da família sempre se baseou no respeito e amor, sobretudo. Hoje, porém, as pessoas tem pouco tempo e o mínimo de amor. Preocupante.
Falar de alegria não é só falar de coisas engraçadas e sim de coisas que sejam proveitosas pra nossa vida. O livro bíblico de Tiago diz pra considerarmos tudo com alegria. -Tia. 1:2. E essa consideração é por nós mesmos. Considere-se feliz e você vai ter motivos de aproximar-se de outros e dar-lhes a sua contribuição.
Não custa nada, vale muito e a recompensa é grande.
Vamos sorrir e tratar melhor ao próximo.
Jeová nos permita um bom dia e felicidade!

                                                                                    Joca Vitorino



Meus lábios gritarão de júbilo. — Sal. 71:23.
trabalho de Jeremias de ‘construir e plantar’ produziu frutos. Alguns judeus, bem como alguns não israelitas, sobreviveram à destruição de Jerusalém em 607 AEC. Como, por exemplo, os recabitas, Ebede-Meleque e Baruque. (Jer. 35:19; 39:15-18; 43:5-7) Esses leais amigos de Jeremias, tementes a Deus, ilustram muito bem os que hoje esperam viver para sempre na Terra e que apoiam o grupo prefigurado por Jeremias, que, por sua vez, tem enorme prazer em edificar espiritualmente essa “grande multidão”. (Rev. 7:9) Do mesmo modo, esses leais companheiros dos ungidos encontram grande satisfação em ajudar pessoas sinceras a conhecer a verdade. O povo de Deus reconhece que pregar as boas novas não é apenas um serviço público para quem as ouve, mas também um ato de adoração ao nosso Deus. Quer encontremos um ouvido atento, quer não, prestar serviço sagrado a Jeová por meio de nossa pregação nos dá grande alegria. — Rom. 1:9w11 15/3 4:14, 15

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

sábado, 24 de novembro de 2012

Auto descoberta

O que acontece com os nossos pensamentos?

Ontem tive uma experiência que beirava entre o ridículo e o sarcástico. Após uma reunião de amigos de verdade, onde o assunto principal foi o estudo da Palavra de Deus, uma pessoa foi até a minha casa e tentou por meios absurdos (que só vemos em filmes de ficção) fazer com que eu desrespeitasse ou maltratasse ela própria ou as pessoas que estavam próximas. Só que na minha mente eu estava ainda absorvido pelo aprendizado que havíamos feito pouco antes, no estudo. A emoção de pessoas que superaram dificuldades e sofreram por decidirem obediência a Deus. Por exemplo, em Nuremberg, Alemanha, numa praça em que Hitler desfilava e prometeu dizimar os cristãos, 107 mil desses cristãos se reuniram num Congresso para adorar ao Deus verdadeiro. Imaginem quanta emoção. Depois de serem presos, humilhados, subjugados, espancados, além de muitos mortos, ainda voltaram o coração  a fazer a vontade do Criador!
Isso sim, é assunto pra comentar, pra aproveitar, experimentar e meditar.
Descobri assim, em mim mesmo, que tenho autodomínio. Que esse é um dos frutos do espírito santo de Deus e que está presente em mim. (Muito obrigado, Senhor Jeová!)
Deus nos dê um ótimo dia de paz, amor e felicidade!

Clique aqui para ver a foto do texto de hoje: http://i49.tinypic.com/id9led.jpg

                                                                            Joca Vitorino



Sede fervorosos de espírito. — Rom. 12:11.
O termo traduzido ‘fervoroso’ significa literalmente “fervente”. (Kingdom Interlinear [Interlinear do Reino]) Para manter a fervura num recipiente de água é preciso uma constante provisão de calor. De modo similar, para ‘sermos fervorosos de espírito’ precisamos de um fluxo contínuo do espírito de Deus. A maneira de obter esse benefício é usar todas as provisões de Jeová para nosso fortalecimento espiritual. Isso significa levar a sério a nossa adoração em família e na congregação — ser regular no estudo pessoal e familiar, na oração e em nos reunir com outros cristãos. Isso nos ajudará a ter o “fogo” para sustentar a “fervura” que nos manterá “fervorosos de espírito”. (Atos 4:20; 18:25) Quais cristãos dedicados, nosso objetivo, como no caso de Jesus, é fazer tudo o que Jeová deseja que façamos. (Heb. 10:7) Hoje, a vontade de Jeová é que o maior número possível de pessoas se reconcilie com ele. Portanto, dediquemo-nos zelosamente — assim como Jesus e Paulo — à mais importante e urgente tarefa a ser realizada hoje em dia. — 1 Cor. 11:1w10 15/12 2:16-18
ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Obtenha encorajamento

                                            Reflexão

Hoje estava refletindo sobre alguns acontecimentos marcantes e lembrei de minha filha Lisna. Aos três anos de idade (hoje ela está com quatro anos de idade) ela, numa reunião teocrática, quis responder a uma pergunta sobre como devemos imitar os servos fiéis em proclamar o Reino de Deus. Concedida a oportunidade ela respondeu: -"Servindo ombro a ombro".  Que alegria isso me dá!
Em algum momento da nossa vida, por algum motivo algo nos impressiona e quando o que impressiona é derivado do que você se dedica vale mais ainda.
Tenho sentido alegria no meu coração como nunca antes na minha existência. Antes eu pensava ser feliz, porém era só ilusão. Um termo bem aplicado é o versículo 32 do livro bíblico de João, no capítulo 8 onde diz que ao conhecer a verdade, ela o libertará. E eu pensei, na minha ignorância: 'me libertar do quê? Sou livre e faço o que quero.' Mera ilusão. Estava tão obstinado em satisfazer desejos carnais que nem conseguia entender o verdadeiro significado dessas palavras.
Hoje, após ter encontrado umas pessoas religiosas e me disposto a escutá-las, compreendi que o que faz libertar, na verdade é o coração. O coração do homem é traiçoeiro, enganoso. Quando você ouve com o coração reflete bem as palavras de Jesus: "É da abundância do coração que a boca fala". -Mateus 12:34. E aí você pode falar coisas agradáveis e verdades que libertam.
Tenham um esplêndido e maravilhoso dia em Cristo!

Link para a foto do texto de hoje: http://i47.tinypic.com/20hnfqq.jpg

                                                                             Joca Vitorino


Não desistimos. — 2 Cor. 4:16.


Pode ser que alguns de nós sintam certo desânimo porque o fim do atual sistema não chegou tão cedo quanto esperávamos. (Pro. 13:12) Quem se sente assim, porém, pode derivar encorajamento das palavras de Habacuque 2:3: “A visão ainda é para o tempo designado e prossegue arfando até o fim, e não mentirá. Ainda que se demore, continua na expectativa dela; pois cumprir-se-á sem falta. Não tardará.” Jeová nos garante que o fim do atual sistema virá exatamente na hora marcada! Com certeza, todos os servos fiéis de Jeová anseiam o dia em que cansaço e desânimo serão coisas do passado e todos terão “vigor juvenil”. (Jó 33:25) Mas já agora podemos ser poderosos no íntimo pela ação do espírito santo, ao participarmos em atividades espirituais revigorantes. — Efé. 3:16. w11 15/1 4:17, 18

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Satisfação

A partir de hoje as fotos desse Blog serão postadas por links.
A foto do texto diário de ontem encontra-se nesse link: http://i45.tinypic.com/72ah43.jpg
Foto do texto diário de hoje no link: http://i45.tinypic.com/f50wwm.jpg
Agradeço a todos pelas visitas e espero estar colaborando com o processo de divulgação e entendimento das coisas em que vivemos.


                                                                        Joca

Onde pode ser seu refúgio?

                                                          Agradecimento

Hoje, mais uma vez, tive o privilégio de poder acordar e agradecer a Deus por mais um dia.
Hoje, um dia diferente dos outros, por poder expressar de forma pessoal os meus sentimentos acerca da maneira em que vivemos.
Existe algo de tamanha importância como fazer a vontade de Deus? Podemos até pensar que sim, mas, se analisarmos bem, se meditarmos nisso, perceberemos que é tão gratificante falar de Deus e Seus propósitos que as demais coisas se tornam secundárias.
Você pode estar entre amigos e falar de confusão, cenas de filmes, briga de vizinhos e todos dão atenção, contudo, se falar de Deus as pessoas se chateiam e se afastam. Uns ficam por educação. Então, o que está acontecendo com as pessoas? O que queremos realmente da vida? O que estamos fazendo para o nosso futuro?
Quando praticamos a devoção piedosa sentimos a felicidade em ter boas companhias e tratá-las como gostaríamos de ser tratados. E isso só nos beneficia. Tudo o que fazemos de coração nos beneficia.
Quero e preciso aprender sempre e todo dia e poder passar isso pra vocês que leem esse Blog, para que possam também passar pra outras pessoas, pois todos precisamos de palavras de conforto, carinho, consolo e, principalmente, precisamos da Palavra da Verdade, que está na Bíblia que é a Palavra de Deus.
Tenham um dia maravilhoso em Cristo!  Leiam e meditem na Palavra de Deus. Orem e peçam orientação a Deus para que compreendam o que lerem. Sobretudo, agradeçam em nome de Jesus Cristo, Nosso Senhor e Salvador.
                                                                                                     Joca Vitorino


Pus o meu refúgio no Soberano Senhor Jeová. — Sal. 73:28.




Podemos cultivar amor a Deus por ler diariamente a sua Palavra e meditar sobre o que ela diz a respeito dele. Por meio de orações fervorosas podemos louvar a Jeová e agradecer-lhe sua bondade para conosco. (Fil. 4:6, 7) Podemos cantar louvores a Jeová e nos beneficiar da associação com o seu povo. (Heb. 10:23-25) O nosso amor a Deus também aumenta ao participarmos no ministério e declararmos “as boas novas da salvação por ele”. (Sal. 96:1-3) Nós apoiamos a soberania de Jeová e mantemos a integridade por pregar a justiça, fazer discípulos, aplicar os conselhos das Escrituras e nos congregar com os irmãos nas reuniões, assembleias e congressos. Essas atividades nos ajudam a ser corajosos, fortes espiritualmente e bem-sucedidos em fazer a vontade de Deus. Isso não é difícil demais, pois temos o apoio de nosso Pai celestial e de seu Filho. — Deut. 30:11-14; 1 Reis 8:57. w10 15/11 5:21, 23

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O valor da obediência


UM LIVRO DE PROFECIAS

 A Bíblia contém numerosas profecias, muitas das quais já se cumpriram. Veja um exemplo. Por meio do profeta Isaías, que viveu no oitavo século AEC, Jeová predisse que a cidade de Babilônia seria destruída. (Isaías 13:1914:22, 23) Foram fornecidos detalhes para mostrar exatamente como isso aconteceria. Exércitos invasores secariam as águas do rio de Babilônia e entrariam na cidade sem luta. Isso não é tudo. A profecia de Isaías até mesmo revelou o nome do rei que conquistaria Babilônia: Ciro. — Isaías 44:27-45:2.
Uns 200 anos mais tarde — na noite de 5/6 de outubro de 539 AEC — um exército acampou perto de Babilônia. Quem era seu comandante? Um rei persa chamado Ciro. Estava formado o cenário para o cumprimento duma espantosa profecia. Mas será que o exército de Ciro invadiria Babilônia sem luta, conforme predito?
 Naquela noite, os babilônios estavam realizando uma grande festa e sentiam-se seguros atrás das maciças muralhas da cidade. Enquanto isso, Ciro engenhosamente desviava as águas do rio que cortava a cidade. As águas logo baixaram o suficiente para que seus homens cruzassem o rio e se aproximassem das muralhas da cidade. Mas como o exército de Ciro passaria pelas muralhas da cidade? Por alguma razão, naquela noite, por descuido, os portões da cidade foram deixados abertos!
 Foi predito a respeito de Babilônia: “Nunca mais será habitada, nem residirá ela por geração após geração. E o árabe não armará ali a sua tenda e os pastores não deixarão seus rebanhos deitar-se ali.” (Isaías 13:20) Essa profecia predisse mais do que apenas a queda de uma cidade. Ela mostrou que Babilônia ficaria desabitada para sempre. Pode-se ver hoje a evidência do cumprimento dessas palavras. O local desabitado onde ficava a antiga Babilônia — uns 80 quilômetros ao sul de Bagdá, Iraque — prova que as seguintes palavras, que Jeová falou por meio de Isaías, se cumpriram: “Vou varrê-la com a vassoura do aniquilamento.” — Isaías 14:22, 23.
Ter certeza de que a Bíblia é um livro de profecias confiáveis fortalece a fé, não acha? Afinal, se Jeová Deus cumpriu suas promessas no passado, temos todos os motivos para confiar que ele cumprirá também sua promessa de uma Terra paradisíaca. (Números 23:19) De fato, temos “esperança de vida eterna que Deus, que não pode mentir, prometeu [há muito tempo]”. — Tito 1:2, nota.^
Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved. 

[Noéfez exatamente assim. — Gên. 6:22.
Noé foi informado da decisão divina de ‘trazer um dilúvio sobre a Terra para arruinar toda a carne’. (Gên. 6:13, 17) Jeová o instruiu a construir uma arca em forma de enorme caixa. Noé e sua família puseram-se a trabalhar. O que os ajudou a obedecer e a estar preparados quando ocorreu a execução do julgamento divino? Profunda fé e temor a Deus moveram Noé e sua família a obedecer à ordem divina. (Heb. 11:7) Como chefe de família, Noé permaneceu alerta espiritualmente e não se envolveu na corrupção daquele mundo antigo. (Gên. 6:9) Ele sabia que seus familiares tinham de guardar-se contra a violência e a atitude insolente das pessoas ao seu redor. Era importante que não ficassem totalmente envolvidos na rotina da vida. Deus tinha um trabalho para eles realizarem, e era vital que a família inteira se concentrasse nisso. (Gên. 6:14, 18) É muito animador ver na nossa fraternidade mundial chefes de família que fazem o melhor possível para imitar a Noé. w11 15/3 3:6, 7, 9

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS


terça-feira, 20 de novembro de 2012

Como aumentar a sua fé?


UM LIVRO DE SABEDORIA PRÁTICA


 Visto que a Bíblia é inspirada por Deus, ela é “proveitosa para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas”. (2 Timóteo 3:16) De fato, a Bíblia é um livro prático. Revela um conhecimento profundo da natureza humana. Isso não é de admirar, pois seu Autor, Jeová Deus, é o Criador! Ele entende nossos pensamentos e emoções melhor do que nós mesmos. Além disso, Jeová sabe do que precisamos para ser felizes. Ele sabe também que comportamentos devemos evitar.

 Considere o discurso de Jesus chamado Sermão do Monte, registrado em Mateus, do capítulo 5 ao 7. Com magistral arte de ensino, Jesus falou sobre vários assuntos, incluindo a maneira de encontrar a felicidade verdadeira, como resolver desentendimentos, como orar e como ter o conceito correto sobre bens materiais. As palavras de Jesus têm hoje a mesma força e valor prático que tiveram quando ele as proferiu.

 Alguns princípios bíblicos tratam da vida familiar, de hábitos de trabalho e de relações humanas. Os princípios bíblicos se aplicam a todos, e seus conselhos são sempre benéficos. A sabedoria contida na Bíblia se resume nas palavras de Deus proferidas por meio do profeta Isaías: “Eu, Jeová, sou teu Deus, Aquele que te ensina a tirar proveito.” — Isaías 48:17.    Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved.




ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O que fortalece o casamento?


HARMONIOSA E EXATA

 A Bíblia foi escrita num período de mais de 1.600 anos. Seus escritores viveram em épocas diferentes e procediam de muitas rodas da vida. Alguns eram agricultores, pescadores ou pastores. Outros eram profetas, juízes ou reis. O escritor do Evangelho de Lucas era médico. Apesar das diferentes formações de seus escritores, a Bíblia é harmoniosa do começo ao fim.*
O primeiro livro da Bíblia nos diz como surgiram os problemas da humanidade. O último livro revela que a Terra inteira se tornará um paraíso, ou jardim. O conteúdo da Bíblia abrange milhares de anos de História e todas as partes têm algo a ver com a realização do propósito de Deus. A harmonia da Bíblia é impressionante, mas isso é o que se esperaria de um livro de Deus.
 A Bíblia é cientificamente exata. Ela contém até mesmo informações que estavam muito à frente de seu tempo. Por exemplo, o livro de Levítico contém leis sobre quarentena e higiene dadas ao Israel antigo numa época em que as nações vizinhas nada sabiam a respeito desses assuntos. Num tempo em que havia idéias erradas sobre o formato da Terra, a Bíblia referia-se a ela como círculo, ou esfera. (Isaías 40:22) A Bíblia dizia com precisão que a Terra está ‘suspensa sobre o nada’. (Jó 26:7) Evidentemente, a Bíblia não é um livro de ciências. Mas, quando se trata de assuntos científicos, ela é exata. Não é isso o que esperaríamos de um livro de Deus?
A Bíblia é também historicamente exata e confiável. Seus relatos são específicos. Em muitos casos, incluem não só o nome da pessoa mas também os de seus antepassados.# Em contraste com os historiadores seculares, que em geral não mencionam os defeitos de seu próprio povo, os escritores bíblicos foram francos, registrando até mesmo suas próprias falhas e as de sua nação. No livro bíblico de Números, por exemplo, o escritor Moisés admitiu seu próprio erro grave, pelo qual foi severamente repreendido. (Números 20:2-12) Essa franqueza é rara em outros relatos históricos, mas está presente na Bíblia porque é um livro de Deus.

 Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved.


ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

domingo, 18 de novembro de 2012

O que faz o espírito santo


Por que Deus não responde a algumas orações?

A resposta da Bíblia

Existem algumas orações que Deus não responde. Veja dois fatores que levam Deus a não ouvir a oração de alguém.

1. A oração é contrária à vontade de Deus

Deus não responde a pedidos contrários à sua vontade, ou requisitos, conforme expressa na Bíblia. (1 João 5:14) Por exemplo, a Bíblia condena a ganância, que é incentivada pela jogatina. (1 Coríntios 6:9, 10) Então, Deus não responderá se você orar para ganhar na loteria. Deus não é um gênio da lâmpada para você chamar quando quiser. Mas isso na realidade é algo bom. Afinal, imagine as coisas que as pessoas seriam capazes de pedir a Deus! Isso seria preocupante, não concorda? — Tiago 4:3.

2. A pessoa que ora age de forma rebelde

Deus não ouve alguém que ofende a ele de propósito por fazer coisas erradas. Por exemplo, veja o que Deus disse sobre pessoas que afirmavam servi-lo, mas agiam de forma rebelde: “Embora façais muitas orações, não escuto; as vossas próprias mãos se encheram de derramamento de sangue.” (Isaías 1:15) Mas se elas tivessem mudado seu modo de agir e tivessem ‘resolvido as questões’ com Deus, ele teria ouvido as orações delas. — Isaías 1:18.

Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved.



ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

sábado, 17 de novembro de 2012

Alertas para nos manter vivos


A Bíblia — um livro de Deus

LEMBRA-SE de uma ocasião em que você recebeu um belo presente de um grande amigo? É provável que isso não só tenha sido emocionante, mas também um gesto caloroso. Afinal, um presente revela algo a respeito de quem o dá — que a pessoa valoriza sua amizade. Sem dúvida, você agradeceu o amável presente de seu amigo.
A Bíblia é um presente de Deus, pelo qual podemos ser muito gratos. Esse livro sem igual revela coisas que, de outra maneira, jamais saberíamos. Por exemplo, fala da criação do céu estrelado, da Terra e do primeiro homem e da primeira mulher. A Bíblia contém princípios confiáveis para nos ajudar a enfrentar os problemas e as ansiedades da vida. Ela explica como Deus cumprirá seu propósito e melhorará as condições na Terra. Que presente emocionante é a Bíblia!
 A Bíblia é também um presente que nos anima, pois revela algo sobre quem o deu — Jeová. O fato de Deus ter fornecido esse livro prova que ele deseja que o conheçamos bem. Sem dúvida, a Bíblia pode ajudá-lo a achegar-se a Jeová.

 Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved


ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Qual o real valor de louvar com cânticos?


É POSSÍVEL ACHEGAR-SE A JEOVÁ?

 Ler a respeito das espantosas qualidades de Jeová faz com que alguns se sintam um tanto apreensivos. Temem que Deus seja elevado demais para eles, que jamais poderiam achegar-se a ele ou até mesmo serem notados por um Deus tão grandioso. Mas é correta essa ideia? A Bíblia ensina justamente o contrário. Ela diz a respeito de Jeová: ‘Ele não está longe de cada um de nós.’ (Atos 17:27) Ela até mesmo nos aconselha: “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós.” — Tiago 4:8.
Como você pode achegar-se a Deus? Em primeiro lugar, continue a fazer o que está fazendo agora — aprendendo a respeito de Deus. Jesus disse: “Isto significa vida eterna, que absorvam conhecimento de ti, o único Deus verdadeiro, e daquele que enviaste, Jesus Cristo.” (João 17:3) Realmente, a Bíblia ensina que aprender a respeito de Jeová e de Jesus conduz à “vida eterna”! Conforme já mencionado, “Deus é amor”. (1 João 4:16) Além disso, Jeová tem muitas outras qualidades belas e atraentes. Por exemplo, a Bíblia diz que Jeová é um “Deus misericordioso e clemente, vagaroso em irar-se e abundante em benevolência e em verdade”. (Êxodo 34:6) Ele é ‘bom e pronto a perdoar’. (Salmo 86:5) Deus é paciente. (2 Pedro 3:9) É leal. (Revelação 15:4) À medida que você for lendo a Bíblia, verá como Jeová tem demonstrado ter essas e muitas outras qualidades atraentes.
É verdade que não podemos ver a Deus, pois ele é um espírito invisível. (João 1:184:241 Timóteo 1:17) Aprendendo a respeito dele por meio das páginas da Bíblia, porém, você poderá conhecê-lo como pessoa. Como disse o salmista, poderá “contemplar a afabilidade de Jeová”. (Salmo 27:4Romanos 1:20) Quanto mais aprender sobre ele, tanto mais real se tornará para você, e mais razões terá para amá-lo e sentir-se achegado a ele.
Você entenderá por que a Bíblia nos ensina a encarar Jeová como Pai. (Mateus 6:9) Ele tanto nos deu a vida como deseja que tenhamos a melhor vida possível — o que qualquer pai amoroso desejaria para seus filhos. (Salmo 36:9) A Bíblia ensina também que os humanos podem tornar-se amigos de Jeová. (Tiago 2:23) Imagine — tornar-se amigo do Criador do Universo!
 À medida que você aprender mais sobre a Bíblia, talvez descubra que algumas pessoas bem-intencionadas o pressionarão a parar de estudá-la. Talvez temam que você mude suas crenças. Mas não permita que ninguém o impeça de cultivar a melhor amizade que se possa ter.
 Naturalmente, haverá coisas que, de início, você não vai entender muito bem. Pode ser um pouco embaraçoso pedir ajuda, mas não permita que o constrangimento o impeça de fazer isso. Jesus disse que é bom ser humilde, como uma criança. (Mateus 18:2-4) E as crianças, como sabemos, fazem muitas perguntas. Deus deseja que você encontre as respostas. A Bíblia elogia certo grupo de pessoas que estavam ansiosas para aprender sobre Deus. Elas examinavam as Escrituras a fim de terem certeza de que aquilo que aprendiam era a verdade. — Atos 17:11.
 O melhor modo de aprender sobre Jeová é por examinar a Bíblia. Ela é diferente de qualquer outro livro. Em que sentido? O próximo capítulo considerará esse assunto.

O QUE A BÍBLIA ENSINA




 Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved.


ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS