Google+ Followers

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O valor da obediência


UM LIVRO DE PROFECIAS

 A Bíblia contém numerosas profecias, muitas das quais já se cumpriram. Veja um exemplo. Por meio do profeta Isaías, que viveu no oitavo século AEC, Jeová predisse que a cidade de Babilônia seria destruída. (Isaías 13:1914:22, 23) Foram fornecidos detalhes para mostrar exatamente como isso aconteceria. Exércitos invasores secariam as águas do rio de Babilônia e entrariam na cidade sem luta. Isso não é tudo. A profecia de Isaías até mesmo revelou o nome do rei que conquistaria Babilônia: Ciro. — Isaías 44:27-45:2.
Uns 200 anos mais tarde — na noite de 5/6 de outubro de 539 AEC — um exército acampou perto de Babilônia. Quem era seu comandante? Um rei persa chamado Ciro. Estava formado o cenário para o cumprimento duma espantosa profecia. Mas será que o exército de Ciro invadiria Babilônia sem luta, conforme predito?
 Naquela noite, os babilônios estavam realizando uma grande festa e sentiam-se seguros atrás das maciças muralhas da cidade. Enquanto isso, Ciro engenhosamente desviava as águas do rio que cortava a cidade. As águas logo baixaram o suficiente para que seus homens cruzassem o rio e se aproximassem das muralhas da cidade. Mas como o exército de Ciro passaria pelas muralhas da cidade? Por alguma razão, naquela noite, por descuido, os portões da cidade foram deixados abertos!
 Foi predito a respeito de Babilônia: “Nunca mais será habitada, nem residirá ela por geração após geração. E o árabe não armará ali a sua tenda e os pastores não deixarão seus rebanhos deitar-se ali.” (Isaías 13:20) Essa profecia predisse mais do que apenas a queda de uma cidade. Ela mostrou que Babilônia ficaria desabitada para sempre. Pode-se ver hoje a evidência do cumprimento dessas palavras. O local desabitado onde ficava a antiga Babilônia — uns 80 quilômetros ao sul de Bagdá, Iraque — prova que as seguintes palavras, que Jeová falou por meio de Isaías, se cumpriram: “Vou varrê-la com a vassoura do aniquilamento.” — Isaías 14:22, 23.
Ter certeza de que a Bíblia é um livro de profecias confiáveis fortalece a fé, não acha? Afinal, se Jeová Deus cumpriu suas promessas no passado, temos todos os motivos para confiar que ele cumprirá também sua promessa de uma Terra paradisíaca. (Números 23:19) De fato, temos “esperança de vida eterna que Deus, que não pode mentir, prometeu [há muito tempo]”. — Tito 1:2, nota.^
Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved. 

[Noéfez exatamente assim. — Gên. 6:22.
Noé foi informado da decisão divina de ‘trazer um dilúvio sobre a Terra para arruinar toda a carne’. (Gên. 6:13, 17) Jeová o instruiu a construir uma arca em forma de enorme caixa. Noé e sua família puseram-se a trabalhar. O que os ajudou a obedecer e a estar preparados quando ocorreu a execução do julgamento divino? Profunda fé e temor a Deus moveram Noé e sua família a obedecer à ordem divina. (Heb. 11:7) Como chefe de família, Noé permaneceu alerta espiritualmente e não se envolveu na corrupção daquele mundo antigo. (Gên. 6:9) Ele sabia que seus familiares tinham de guardar-se contra a violência e a atitude insolente das pessoas ao seu redor. Era importante que não ficassem totalmente envolvidos na rotina da vida. Deus tinha um trabalho para eles realizarem, e era vital que a família inteira se concentrasse nisso. (Gên. 6:14, 18) É muito animador ver na nossa fraternidade mundial chefes de família que fazem o melhor possível para imitar a Noé. w11 15/3 3:6, 7, 9

ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS


Nenhum comentário:

Postar um comentário