Google+ Followers

sábado, 16 de maio de 2015

O preço que se paga

É assim que você quer ser conhecido? 
Uma pergunta dessa abre uma gama de reflexões na cabeça de um jovem. 
Hoje todo jovem desavisado está em busca de ser alguém famoso, e o que ele não sabe é que a fama é acompanhada de responsabilidades indefinidas. Por exemplo, pode ser que um artista, no afã da moda atual, precise se submeter a certas atitudes que não são aceitáveis, mas que produzem um clamor e trazem, junto com a polêmica, uma busca incansável pela sua explicação, por uma entrevista sua, por mais meios propagandistas divulgando o seu nome, tudo para ficar no auge, no alto, em evidência. Isso pode significar perder noites, ficar distante da família, usar produtos sintéticos a fim de que aumente a resistência física, sem generalizar, é claro. Estou falando sobre aquele jovem desavisado, que está a fim de seja lá o que for para chegar lá.
Muitos hoje tentam ser lembrados por meio de suas realizações. Buscam glória aos olhos de pessoas cujas preferências mudam a cada estação. Mas o que acontece com tal fama? No livro The Culture of Narcissism (A Cultura do Narcisismo), Christopher Lasch escreveu: “Hoje, quando o sucesso está tão ligado ao ideal de juventude, ao charme e à originalidade, a glória é mais passageira do que nunca, e quem ganha a atenção do público está sempre com receio de perdê-la.” Por isso, muitas celebridades usam drogas e álcool, em muitos casos encurtando a vida. De fato, é fútil buscar fama.

Então, aos olhos de quem devemos ganhar boa reputação? Referindo-se a certas pessoas que obedeciam à Sua Lei, Jeová disse por meio de seu profeta Isaías: “Até mesmo vou dar-lhes na minha casa e dentro das minhas muralhas um monumento e um nome . . . Dar-lhes-ei um nome por tempo indefinido, um que não será decepado.” (Isaías 56:4, 5) Por sua obediência a Deus, os que forem aprovados por ele terão “um monumento e um nome”. Deus se lembrará do nome deles “por tempo indefinido”, de modo que não serão eliminados. Esse é o tipo de nome que a Bíblia nos incentiva a fazer — uma boa reputação aos olhos de Jeová, nosso Criador.

Isaías estava profetizando a respeito do tempo em que as pessoas fiéis receberão a vida eterna no Paraíso na Terra. “Vida eterna” nesse Paraíso é a “verdadeira vida” — o tipo de vida que Deus pretendia que os humanos tivessem quando os criou. (1 Timóteo 6:12, 19) Em vez de levar uma vida passageira e insatisfatória, não é melhor procurar ganhar a vida eterna? <http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/2007841?q=fama&p=par>
O preço é tão alto a se pagar. Preste atenção ao que diz a Bíblia: “A violência cresceu e se tornou uma vara de maldade. Nem eles, nem sua riqueza, nem suas multidões, nem sua fama sobreviverão.  O tempo virá, o dia chegará. Que o comprador não se alegre e o vendedor não se lamente, porque há um furor contra toda a sua multidão.  Porque o vendedor não voltará à propriedade que vendeu, mesmo que sua vida seja poupada, pois a visão é contra toda a multidão. Ninguém voltará. Por causa do seu erro, ninguém preservará sua própria vida.” –Ezequiel 7:11-13
“Que o seu nome permaneça para sempre, que sua fama dure tanto quanto o sol. Que as pessoas obtenham para si uma bênção por meio do rei; que todas as nações o proclamem feliz. Louvado seja Jeová Deus, o Deus de Israel, o único que faz coisas maravilhosas.  Que o seu glorioso nome seja louvado para sempre e a sua glória encha a terra inteira. Amém e amém!” –Salmo 72:17-19

                                                                     Joca Vitorino

Pensamento: “Em tudo eu lhes mostrei que, trabalhando arduamente assim, vocês devem ajudar os fracos e ter em mente as palavras do Senhor Jesus, que disse: ‘Há mais felicidade em dar do que em receber.’” –Atos 20:35

Nenhum comentário:

Postar um comentário