Google+ Followers

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Respeite o ponto de vista dos outros

Estava sentado em frente à tv um tanto desatento às notícias quando escutei que uma senhora de sessenta e cinco anos de idade iria ter filhos quadrigêmeos. Num impulso de espanto voltei-me para a tv e prestei atenção ao que entrevistados diziam sobre o assunto. Alguns diziam que era um absurdo desde que a senhora mencionada já tinha outros filhos (treze ao todo), e agora, ter mais quatro numa idade dessas poderia ser um desafio, além de irresponsabilidade posto que, quando as crianças tivessem dez anos de idade ela já estaria com setenta e cinco e não teria fôlego para educar as crianças, de certa forma. Outros diziam achar encantador uma mulher já nessa idade desafiar a ciência e querer ter, forçosamente, já que usou inseminação artificial. A polêmica pelos problemas dos outros é uma questão social séria. Vejamos o lado criminoso das coisas. Quando se fala de adolescentes, os menores infratores, divide-se a reação pró e contra a redução da maioridade penal, entretanto tudo é uma questão de ponto de vista. A grande maioria das pessoas sabem opinar gravemente quando o problema é dos outros e com os outros, por outro lado, quando o problema acontece no seio da família, o discurso muda e 'as chances tem que ser revisadas', 'o sistema tem que ser reestruturado' e outras ideias egoístas. 
Existe um ponto que pode nos fortalecer e que se chama de princípio. Os princípios existem para serem adotados, mas as pessoas violentam as regras, as leis e os direitos para ficarem se queixando depois. “Se alguém acha que é alguma coisa, quando não é nada, está enganando a si mesmo.  Mas examine cada um suas próprias ações, e então terá motivo para se alegrar apenas com respeito a si mesmo, e não em comparação com outra pessoa.  Pois cada um levará a sua própria carga.” (Gálatas 6:3-5) Esse texto bíblico nos leva a uma séria reflexão quanto as atitudes cometidas por nós e por outros. 'Examine cada um suas próprias ações.' Isso é um pouco difícil. Mas é possível.
O que importa é que você respeite o ponto de vista dos outros. Por que seria o seu mais importante? Onde guardou o seu amor ao próximo?
A Bíblia nos mostra a história de Baruque, transcritor das profecias de Jeremias, que sob o seu ponto de vista, não havia lugar de descanso para ele, já que o seu ponto de vista se perdeu porque procurava grandes coisas para si mesmo perdendo assim as coisas mais importantes relacionadas com fazer a vontade divina. Apesar do seu envolvimento com a obra de Deus, ele deseja egoistamente grandes coisas para si mesmo. O seu ponto de vista, além de não ser o de Deus, não era correto. Não sejamos como Baruque, nesse sentido. Respeitemos o ponto de vista das pessoas e dê o seu de maneira apresentável, correta e verdadeira.
Que o nosso grandioso, fiel, querido, santo e sublime Deus Jeová nos dê um bom dia de paz, alegria, boa saúde, proteção, bençãos, humildade e fé em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                                Joca Vitorino

Pensamento: “Não retribuam a ninguém mal com mal. Preocupem-se com o que é bom aos olhos de todas as pessoas.  Se possível, no que depender de vocês, sejam pacíficos com todos.  Não se vinguem, amados, mas deem lugar à ira; pois está escrito: “‘A vingança é minha; eu retribuirei’, diz Jeová.” (Romanos 12:17-19)

Nenhum comentário:

Postar um comentário