Google+ Followers

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Quando a chuva cai

A chuva caía fina e ininterrupta sobre o bairro periférico em que morávamos. Era uma beleza prestar atenção a essa condição num dia em que era comum para nós o sol forte, brilhante e intenso do final de primavera.
A chuva era como uma ideia que você não quer esquecer mas não tem como anotar imediatamente a não ser na memória até o momento em que chegar em casa será a possibilidade de anotá-lo para a posteridade.
Fazemos muitas coisas assim, mas perdemos muitos momentos porque a lembrança não foi o bastante desde que as circunstâncias nos levaram a absorver outras ideias e novas atitudes, fazendo-nos esquecer o que era valioso para nós.
Quando a chuva cai a nostalgia se apossa de muitos que sabem e gostam de viver bem. A nostalgia parece, então, uma fantasia de mudar a direção dos nossos pensamentos ou sentimentos. Nostalgia é uma saudade gigante, é uma felicidade por ontem, a nossa melancolia.
Quando a chuva cai devemos sempre lembrar que existe um Criador que se importa conosco e que nos deu esse ciclo maravilhoso para que nunca ficássemos sem água. (Não falo dos locais onde reina a seca).
A chuva é uma chave para as brincadeiras, para a felicidade da agricultura e para a vegetação.
A chuva tem um valor maior do que muitos de nós imaginamos, como registrado na Bíblia: “Temamos, pois, a Jeová, nosso Deus, Aquele que dá o aguaceiro, e a chuva outonal e a chuva primaveril na sua estação, Aquele que guarda até mesmo as semanas prescritas da colheita para nós.” (Jeremias 5:24) Percebe? A chuva é benção e o cultivo de um relacionamento achegado com Deus porque é um ciclo amoroso. Bem como a Palavra de Deus acertadamente confirma que Ele faz chover sobre justos e sobre injustos. (Mateus 5:45)
Entenda a maravilha de um ser amoroso e supremo: “No princípio Deus criou os céus e a terra. Ora, a terra mostrava ser sem forma e vazia, e havia escuridão sobre a superfície da água de profundeza; e a força ativa de Deus movia-se por cima da superfície das águas. (Gênesis 1:1, 2)” Essa é uma provisão para sempre.
Que o nosso eterno, justo, santo e amado Deus Jeová nos dê um bom dia de frutos do espírito santo, sabedoria, boa saúde, amizade e bençãos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                           Joca Vitorino

Pensamento: “Ó Deus, dá ao rei as tuas próprias decisões judiciais, e ao filho do rei a tua justiça... Ele descerá como a chuva sobre a grama cortada, como chuvas copiosas que molham a terra.” (Salmos 72:1, 6)

Nenhum comentário:

Postar um comentário