Google+ Followers

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

O que você faz com o tempo que tem?

O homem acordou, olhou para o relógio e levantou da cama. Higienizou-se, tomou um café rápido e foi trabalhar. Ele já fazia isso automaticamente, pois era costume a rapidez em seus afazeres para ir para o trabalho. Próximo de trinta anos dessa rotina ele parou um dia para pensar no que fizera da sua vida e viu que só tinha contribuído (graças a Deus!) para ser um marginal a menos no mundo, que a sua vida não representava muito na história do homem, mesmo porque para ser referência no mundo precisava de atividade que influenciasse ou que levasse a humanidade a ter melhoria, benefício ou paz, mas ele era um homem comum que só sabia trabalhar e ir para casa.
Será que estamos sendo severos demais com esse homem? Não, estamos apenas questionando se ele poderia ter feito a sua vida mais feliz. Como? Um exemplo é o que lemos na Bíblia: “Assim, mantende estrita vigilância para não andardes como néscios, mas como sábios,  comprando para vós todo o tempo oportuno, porque os dias são iníquos.” (Efésios 5:15, 16) Ter tempo para boas obras é um ensino bíblico e, portanto, bem indicado a fim de que sejamos bem-sucedidos em tudo o que fizermos. 
E pra que você acha que o homem estuda e trabalha tanto?
Pra que o homem usa toda uma vida de estudos sem praticar fração alguma do que dedicou-se a aprender? Para a sua satisfação egoísta. Falo do tipo de pessoa que nem amigos conquistou durante toda a vida, que nunca usou o que aprendeu em benefício de alguém e que não correspondeu ao amor que recebeu. Falo desses que não se importam em aprender para ajudar a humanidade de alguma forma. Pense nos que descobriram vacinas, nos que aprimoram a tecnologia e as estende a pessoas de todas as condições sociais! Esses, diferentemente dos outros, fizeram das suas vidas algo saudável, valoroso, motivado e enraizado no que é bom.
O tempo que temos deve ser bem empregado para a necessidade básica pessoal e também para que possa mostrar amor ao próximo. Você ama quem não cuida? Ama quem sequer zela?
TEMPO é dinheiro. Assim diz um ditado popular. Na verdade, o tempo é muito diferente do dinheiro e de outras coisas materiais. Não se pode guardar o tempo para usá-lo depois, como se faz com dinheiro, alimento, combustível e várias outras coisas. É inútil tentar guardar o tempo deixando de usá-lo. O que aconteceria se você dormisse oito horas e tentasse economizar o resto do dia não fazendo nada? No fim do dia, as horas que não fossem usadas teriam sido desperdiçadas para sempre.  
[Um] aspecto em usar bem nosso precioso tempo é evitar o acúmulo de coisas. Sabemos que manusear, organizar, usar, limpar, guardar e procurar as coisas exige tempo. Quanto mais possuímos, de mais tempo precisamos. Trabalhar numa sala ou numa casa apinhada de coisas consome mais tempo e é mais frustrante do que trabalhar em lugares com espaço livre e áreas organizadas. Além disso, quanto mais acumulamos coisas, mais tempo gastamos para encontrar o que precisamos. (Revista A Sentinela (2006) w06 1/8 pp. 8-10) O que você faz com o tempo que tem?
Que o nosso soberano universal, grandiosos Criador, excelentíssimo juiz e amoroso Deus Jeová nos dê um bom dia de atividades espirituais, felicidade, madureza cristã, sabedoria, fé e bençãos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                                            Joca Vitorino

Pensamento: “Os dias do meu povo serão como os dias da árvore; e meus escolhidos usufruirão plenamente o trabalho das suas próprias mãos.  Não labutarão em vão, nem darão à luz para perturbação; porque são a descendência composta dos abençoados por Jeová, e seus descendentes com eles.  E há de acontecer que antes que clamem, eu mesmo responderei; enquanto ainda estiverem falando, eu mesmo ouvirei.” (Isaías 65:22-24)

Nenhum comentário:

Postar um comentário