Google+ Followers

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Amigos das drogas, amigos efêmeros

Seus amigos efêmeros são só seus amigos, de mais ninguém. Porque ninguém quer amigo efêmero, nem amigos das drogas, nem amigos da desesperança, que vem a ser a mesma coisa.
Seus amigos nem são amigos deles próprios, posto que se entregam a orgias, drogas, e um modo de vida sexualmente condenável. Não valorizam eles próprios, como podem chamar alguém de amigo? Como pode confiar em alguém que despreza e viola o seu corpo? Como crer em alguém que se entrega aos vícios e não vê limite em nada do que faz?
A abordagem sobre as drogas deve ser diferente, pois as pessoas já acostumaram a ouvir que os viciados são pobres criaturas sem rumo, sem objetivo e que merecem atenção maior. E quanto aos milhões de pessoas ordeiras, respeitosas, fiéis e amigas ao redor do planeta? Tudo bem que se possa dizer que quem precisa de médico é o doente, não o são, mas, racionalmente falando, sabemos que os verdadeiros sofredores são aqueles responsáveis de verdade que tem que lidar com isso todos os dias. Quem sofre mesmo é quem trabalha para preservar o pão de cada dia. Quem passa por dificuldades é aquele que tem que acordar cedo, trabalhar muito, ganhar pouco e ainda conviver num meio inadequado para ele. 
Quem sofre mais quando se trata de vício em drogas?, o ser despreocupado, irresponsável e geralmente preguiçoso ou os seus pais, que tem que condicionar-se ao amor para continuar tratando bem quem está se tratando mal?
Muitas respostas podem ser ouvidas quando entrevistamos viciados, contudo, a unanimidade é a pressão dos colegas. E seguem mais fatores como desemprego, solidão, sentimento de raiva, orgulho, timidez, desejo de ser famoso e alguns absurdos, como curiosidade. Por que não tem curiosidade de ser honesto, fiel e pacífico? Ainda não percebi alguém dizer que tem curiosidade de ser bom e passou a vida tentando ser bom, mas quando é para o que é mau, existe curiosidade.
Os especialistas dizem que tem que dar mais amor, mas a solução real não é 'só' isso, porque mesmo nas famílias mais amorosas e conhecidas por seus ensinamentos existem filhos drogados, traficantes ou de alguma forma envolvido nesse obscuro e fatídico mundo. Se o conselho for aplicado, não terá que sair atrás de solução. 
“A vara e a repreensão é que dão sabedoria; mas, o rapaz deixado solto causará vergonha à sua mãe.” (Provérbios 29:15) Será que há erro na Palavra de Deus? Os especialistas dizem o contrário disso, mas devemos lembrar que por causa da desobediência é que o mundo está assim.   
O amor consegue muitas coisas, só que estou expressando aqui o sentimento de muitos pais que falam comigo e onde uma pequena parte desse grupo conseguiu vencer o estado viciado dos filhos por mostrar profundamente como amavam os filhos, independente de como escolheram viver. Esse Blog é um alerta, pois os viciados se apegam a reportagens de tv e tentam induzir os pais a aceitar o que fazem de modo bondoso, enquanto estou tentando mostrar a prevenção, a disciplina e regras como o melhor meio de vencer esse problema. Prevenção é o certo a fazer.
Que o nosso bondoso, fiel, amigo, justo e santo Deus Jeová nos dê um bom dia de muita paz, muito amor, muita sabedoria, proteção e chuva de bençãos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                             Joca Vitorino

Pensamento: “Onde não há visão, o povo está desenfreado, mas felizes são os que guardam a lei.” (Provérbios 29:18)

Nenhum comentário:

Postar um comentário