Google+ Followers

sábado, 22 de novembro de 2014

Difícil é não ter decisão

O que é difícil para você? 
Difícil comumente é algo que fatiga, cansa, embaraça, complica e exige, dentre outros termos, significando algo árduo, custoso, algo que desgasta além do normal.
Difícil é algo que alguns tenham má vontade ou inabilidade para fazer, a exemplo da grande e inesquecível lição de misericórdia do bom samaritano, descrita na Bíblia em Lucas 10:30-37, onde o samaritano fez ao judeu o que gostaria que fosse feito com ele, ou seja, aplicou a Regra Áurea. E a outra lição, tão linda quanto essa, é que ele agiu sem preconceito -nem pela raça, nem pela cor, nem pela religião.  
Difícil na vida de qualquer pessoa é não ser decidido. A falta de decisão torna o homem pobre de espírito, fraco, impreciso.
Temos que refletir assim: 'Que tipo de amigo eu sou? Que faço para ajudar o meu próximo? Do que sou capaz para ajudar pessoas desconhecidas?' Esses pensamentos nos fazem compreender onde podemos melhorar o nosso condicionamento pessoal e relacionamento social.
Amor, compaixão, dedicação, contribuição voluntária, misericórdia e bondade vencem o preconceito, e o que era difícil torna-se natural, porque é assim que se chama o bem-querer, natural. Agir bondosa e misericordiosamente deve ser um ato natural e não um esforço momentâneo em ajudar o outro.
Difícil é não ter decisão, viver por aí fazendo coisas que o outro faz e, se der errado, queixar-se dos outros e não assumir pelo que fez, porque deixar de fazer também é um erro e pode até ser crime, crime de omissão. 
O que é mesmo difícil para você?
Que o nosso supremo, incrível, infalível amoroso, grandioso, eterno, justo e santo Deus jeová nos dê um bom dia de paz, luzes espirituais, alegria, proteção, bençãos, sabedoria, boa saúde e amor em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                                  Joca Vitorino

Pensamento: "[Cristo], quando estava sendo injuriado, não injuriava em revide. Quando sofria, não ameaçava, mas encomendava-se àquele que julga justamente." (1 Pedro 2:23)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário