Google+ Followers

domingo, 14 de setembro de 2014

Um jeito de amar

Eu queria amar alegremente e liberar energia numa explosão de felicidade por ter você na minha vida.
Esse é o meu jeito de amar.
Esse é o modo como amo a minha família. 
Não preciso que os outros entendam como é que o meu sentimento funciona. Posso mostrar isso pelo que tenho feito durante toda a minha vida, que é valorizar as pessoas. Vejo a alegria que alguns demonstram, a paz que outros transcendem, a habilidade em usar a palavra que uns possuem e o zelo pelo próximo que tantos apresentam. Sei perceber o quanto estimado é o ser humano. Também o quanto pode e o quanto deve ser.
Não podemos olhar para uma pessoa e simplesmente classificá-la como pedante ou sem afeição, pois as pessoas são muito mais do que aparentam ser e não somos nós que devemos julgá-las. 
Olhe sorridentemente para quem for.
Sorria sinceramente para os que estão à sua frente.
Abrace quando for possível.
Deixe o outro sentir a sua energia e alegria por estarem juntos.
Sinta um aperto de mãos como um abraço em miniatura.
Existem muitos jeitos de amar, mas o amar melhor é o amor em Cristo, esse amor puro, cuidadoso, prazeroso, esse amor-amor.
O amor em si já é recompensador por existir, persevera, insiste, obedece, cede, cuida, pode ser desenvolvido e é mais importante do que tudo. (Atos 20:35; 2 Sam. 1:26; Mar. 12:30; 1 Cor. 13:7, 8)
O amor, quando não é bem orientado, induz, não conduz, impõe, não põe e não deixa prosseguir. Mas o amor, quando tem base na formação familiar, social, cristã e profissional, gera mais amor com as mesmas qualidades e intenções.
Queira amar mais. Escolha um jeito de amar.
Que o nosso bondoso, amoroso, gentil, benigno, justo e santo Deus Jeová nos dê um bom dia de paz, alegria, amor, proteção, sabedoria, boa saúde e bençãos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                         Joca Vitorino

Pensamento: "Não estejais amando nem o mundo, nem as coisas no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo [o que há] no mundo -o desejo da carne, e o desejo dos olhos, e a ostentação dos meios de vida da pessoa- não se origina do Pai, mas origina-se do mundo." (1 João 2:15, 16) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário