Google+ Followers

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O modo certo de olhar

Propósitos, caminhos, reflexões, práticas, retórica, história, confusão, religiosidade, curiosidade, ação. Poder conversar com alguém e falar uma diversidade de assuntos e ter o que ouvir, assim como ter o que falar é deveras aprazível. Hoje temos pouco prazer em falar com as pessoas interneticamente interligadas, posto que apenas repetem o que leem ou veem nas redes sociais e compartilham isso com uma velocidade tal que mais parece comédia do que assunto sério a ser tratado.
Qual o modo certo de olhar? O meu? O seu? O de um filósofo? O de um sábio? O de um cientista? O modo reflexivo de olhar ou o modo amplamente analisado em vertentes diferentes e situações diversas pode nos dar uma noção disso.
O cristão, o descrente, o ateu, o católico, o apóstata, o mago, o espírita, o hindu, o budista, o taoista, o confucionista, o xintoísta, o judaica e o islamista, dentre outros religiosos ou não tem que ser por nós avaliados? Por que? Preste bastante atenção ao texto bíblico que mostra que religião não é apenas um ritual ou o ritual realizado e sim um modo de vida. Também não é mera formalidade em algumas circunstâncias. Este texto está registrado em Isaías 1:14-20 e enfatiza o que Deus pensa a respeito da trivial formalidade. Mostra também que os seus membros consideram profundamente os frutos do espírito santo em suas vidas, assim como o amor entre si e o fato de não fazerem parte do mundo por participar em suas atividades e são pregadores da Palavra, como Cristo orientou. (João 15:19; Mateus 10:6, 7; 24:14; João 13:35)
Observe essa transcrição: "Deus não é mais uma preocupação costumeira dos seres humanos. Cada vez menos se lembram dele na sua rotina diária ou ao tomarem as suas decisões... Deus foi substituído por outros valores: renda e produtividade. Talvez outrora Deus tenha sido considerado a fonte de significado para todas as atividades humanas, mas hoje ele foi relegado aos calabouços secretos da história. ...Deus desapareceu da consciência dos seres humanos." (As Origens do Moderno Ateísmo -em inglês)
Hoje, se veem um cristão convicto, ou um outro religioso julgam-nos fanáticos ou dogmáticos e certos cristãos, por não se empenharem pelo ensinamento de Cristo, como em João 17:3, de obterem conhecimento verdadeiro e discernimento, acabam cedendo às especulações dos homens influentes em belas e vãs palavras.
A Ciência e a Filosofia também tem os seus papéis com certa relação com os princípios bíblicos porque a Bíblia mostra exatidão quanto a assuntos científicos, corroborados pelos maiores nomes da História da humanidade, entretanto, a maior base para explicar tais ensinamentos é a própria natureza que nos cerca e rodeia e a Bíblia, que norteia desde os relacionamentos humanos até as Leis que regem municípios, estados e países.
Finalmente, percebemos a valiosa importância da vida, de viver e de sobreviver quando lemos e praticamos o que Jesus Cristo falou: "Eu vos dou um novo mandamento, que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Por meio disso saberão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor entre vós." (João 13:34, 35) Esse é um critério válido, indiscutível.
Avaliamos que o modo certo de olhar é o modo de Deus, não o modo de um homem, por mais sabedoria que possua. Preste atenção com o coração e deixe Deus fazer parte da sua vida.
Que o nosso santo, soberano, eterno e verdadeiro Deus Jeová nos dê um bom dia de paz, alegria, amor, bom humor, boa saúde, sabedoria de cima, proteção e bençãos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                            Joca Vitorino

Pensamento: "Consideremo-nos uns aos outros para nos estimularmos ao amor e a obras excelentes, não deixando de nos ajuntar, como é costume de alguns, mas encorajando-nos uns aos outros, e tanto mais quanto vedes chegar o dia." (Hebreus 10:24, 25) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário