Google+ Followers

terça-feira, 12 de agosto de 2014

O amor nos motiva

Ele sentia grande e terna afeição por ela e ambos viviam pensando no outro, faziam as coisas pensando no outro e até trabalhavam para suprir as necessidades do outro. Era assim que eles viviam o amor juvenil em corpos adultos; eles sentiam que não poderiam viver sem a presença do seu semelhante. Esse amor baseado em necessidades físicas e emocionais os tornava mais íntimos, mais achegados.
Amar pode parecer uma 'tarefa' difícil para quem pensa em lucrar com isso. O amor não é sugestionável, nem mesquinho, nem troca o material pelo abstrato. O amor é como aquela onda se formando bem lá no meio do mar, que vem se aproximando devagar e, ao chegar próximo da praia, se entrega com toda força, com toda a vontade e prazer. É assim que você sente?
O amor nos motiva, mas foi também o que influenciou o nosso Criador a voltar a sua atenção especial aos homens. A Bíblia esclarece: "O amor de Cristo nos compele, porque foi isso o que julgamos, que um só homem morreu por todos, de modo que, então, todos tinham morrido; e ele morreu por todos, para que os que vivem não vivessem mais para si mesmos, mas por aquele que morreu por eles e foi levantado." (2 Coríntios 5:14, 15) Esse amor baseado na pureza e na honra torna a todos significativamente melhores.
Então, o amor nos motiva a tomar decisões baseadas no que é correto e não meramente em agradar a alguém por alguém tê-lo agradado.
O amor nos motiva a sermos sensatos, afetuosos e a nos entregarmos com alegria. Foi assim que Jeová Deus fez ao dar o seu amado Filho em prol de toda a humanidade obediente. (João 3:16)
Que o nosso amado, excelso, soberano, querido e santo Deus Jeová nos dê um bom dia de muita alegria, paz, bençãos, boa saúde, sabedoria, proteção e amor em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                            Joca Vitorino

Pensamento: "[Devemos estar] exibindo plenamente uma boa fidelidade, para que adorne o ensino de nosso Salvador, Deus, em todas as coisas." (Tito 2:10)

Nenhum comentário:

Postar um comentário