Google+ Followers

terça-feira, 13 de maio de 2014

Assim nasce o amor

Você vê aquela pessoa e sente o seu coração balançar. A sua respiração entra em conflito com o seu corpo e você quer tê-la junto a você. O que faz, então? Procura saber onde ela mora, com quem ela tem laços de amizade, onde trabalha e etc. Também quer fazer o seu coração e o dela feliz e sabe que para isso, precisam estar juntos, precisam se conhecer melhor, precisam saber os alvos do outro, do que gosta e do que não gosta. A partir daí, você quer estar onde ela estiver, quer até mesmo gostar do que ela gosta. Todo esse empenho e atração vai ser muito bom se a correspondência for mútua. Assim nasce o amor. Contudo, como tudo o que nasce precisa de cuidado, e cuidados são uma necessidade da sobrevivência, o amor sobrevive diante de impensáveis condições. O amor sobrevive e sobrepõe-se a todas as coisas. O amor. Ele nasce de uma vontade superior às nossas tão comuns e egoístas necessidades. O amor nasce de uma suprema vontade de ter, ser, existir. Vem de um desejo de ajudar, consolar, consolidar e também de auto-afirmar. O amor nasce do amor. Incrível não é? Mas só o amor gera amor.
Dessa mesma forma, sentir o poder da Palavra de Deus e participar nas suas cômodas aplicações nos faz obedientes e seguir o princípio de 'obter conhecimento exato de Jeová Deus e de Jesus Cristo' para obtermos vida eterna nos faz amar e sentir amados. Obedecer às instruções de Deus nos alegra e firma no que é correto fazer, além de nos levar a pesquisar devemos aceitar o conhecimento no nosso coração, orar e aplicar os conselhos. (João 17:3; 2 Timóteo 3:15)
Que o nosso maravilhoso, excelso, cordial, fiel, amigo e bondoso Deus Jeová nos dê um bom dia de bom discernimento, de aplicar as boas coisas que aprendemos, de nos empenhar pela fé e pela esperança, derramando sobre nós chuva de bençãos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                                               Joca Vitorino

Pensamento: "Paz abundante pertence aos que amam a tua lei, e para eles não há pedra de tropeço." (Salmos 119:165)

Nenhum comentário:

Postar um comentário