Google+ Followers

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Tentação

Imagem e texto de hoje: http://i43.tinypic.com/p17nl.jpg

Você consegue resistir a assédios? E a perturbações? Como você se comporta quando alguém o maltrata?
Se prestar bem atenção vai perceber que o que o afeta, na verdade, é como aceita ou observa as coisas. Jesus nos deixou uma fortalecedora mensagem -na Bíblia- de como superar dizendo: "Fazei orações para que não entreis em tentação." E depois de orar profundamente dirigiu-se aos discípulos e disse-lhes: "Por que estais dormindo? Levantai-vos e fazei orações, para que não entreis em tentação." (Lucas 22:40, 46).
Recebemos esse aviso com anelo mental? É deveras importante aceitar as orientações da Palavra de Deus. Elas foram feitas mesmo para ensinar, repreender, endireitar coisas, capacitar (2 Timóteo 3:16, 17).
Resistir a tentação significa acatar avisos divinos, aceitar a soberania de Jeová como nosso único e verdadeiro Deus, fazer valer o sacrifício resgatador de Cristo em prol de nossas vidas por obedecer aos seus mandamentos, por lançar o fardo sobre Jeová, e ele mesmo te susterá. Nunca permitirá que o justo seja abalado (Salmos 55:22), participar das reuniões cristãs e participar no ministério de pregar a Palavra.
Para resistir a tentações creia em Deus como lemos na Bíblia: "Crês tu que há um só Deus? Fazes muito bem. Contudo os demônios creem e estremecem (Tiago 2:19). Então, orar pedindo espírito santo é uma arma poderosa contra as tentações; orar pedindo forças para resistir ao iníquo é também uma grande arma. Enfim, orar é o poder de Deus para nós. Edifica, fortalece e protege.
E aí, já consegue resistir a tentações?
Que o nosso maravilhoso e fortalecedor Deus Jeová nos dê um dia de paz e forças para resistirmos ao que é mau e muito amor para pregarmos com zelo e boa vontade em nome de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo!

                                                                                         Joca Vitorino

Pensamento: "Conta teu jardim pelas flores,
                      Nunca pelas folhas que caem.
                      Conta teus dias pelas horas douradas,
                      E esquece por completo as nuvens.
                      Conta tuas noites pelas estrelas - não pelas sombras.
                      Conta tua vida pelos sorrisos - não pelas lágrimas.
                      E, alegremente, ao correr do tempo,
                      Conta tua idade pelos feitos - não pelos anos." -(De uma tradução de M. Challita)

Nenhum comentário:

Postar um comentário