Google+ Followers

quarta-feira, 27 de março de 2013

Para as pessoas que gostam de gostar

Imagem e texto de hoje: http://i47.tinypic.com/aqnbm.jpg

Li, num livro escrito por Leo Buscaglia, um poema muito interessante e gostaria de compartilhar com vocês:
Minha felicidade sou eu, não você.
Não só porque você pode ser temporário, Mas também porque você quer que eu seja o que não sou.
Não posso ser feliz quando mudo
Só para satisfazer o seu egoísmo.
Nem posso me sentir contente quando você me critica por não ter os seus pensamentos,
Ou por ver como você vê.
Você me chama de rebelde.
No entanto, cada vez que rejeitei as suas crenças
Você se rebelou contra as minhas.
Não procuro moldar a sua mente.
sei que você está se esforçando muito para ser só você.
E não posso permitir que me diga o que ser...
pois estou-me concentrando em ser eu.
Você disse que eu era transparente
E fácil de esquecer.
Mas então por que tentou usar a minha vida, 
Para provar a si mesmo o que você é?
Aplicável a todos: professores, amantes, cidadãos, pais, amigos.

Somos pessoas e temos qualidades e defeitos, mas temos também noção de como fazer o outro sentir-se bem, ou estar melhor, ou sentir-se amado, protegido, querido. Quanto custa isso?
A Palavra de Deus Jeová nos ensina a valorizar mais a disciplina e o conhecimento do que a prata e o ouro (Provérbios 8:9, 10).
Que o nosso Deus Jeová, amigo e benevolente nos dê um bom dia conforme a Sua vontade, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                                              Joca Vitorino

Pensamento: "A mãe do mudo conhece a linguagem dos mudos." (Máxima popular libanesa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário