Google+ Followers

sábado, 23 de março de 2013

Ingratidão - o que você faz?

Imagem e texto de hoje: http://i50.tinypic.com/2upefr6.jpg

Jeová Deus deu livre-arbítrio ao homem e também o dotou de bom senso e virtudes. Notamos que poucos se dão ao prazer de prezar o que é deveras valoroso, moralmente falando. No que o mundo evoluiu? A tecnologia ajuda muito, as mudanças ortográficas ajudam um pouco, mas o homem em si ficou menos prestativo, mais egoísta e, principalmente, ingrato.
A ingratidão é uma palavra tão forte quanto é a gratidão, o amor e a dedicação. Por que? Porque a palavra quando usada se transforma num ato, e a ingratidão é um assassinato emocional. Creio que as pessoas que normalmente ajudam outras estão desinteressadas de receber algo em troca, mas seria ao menos decente ouvir um 'obrigado!' ou ver um sorriso no semblante do outro.
Ingratidão é como você não deixar um pássaro preso num alçapão e ser você mesmo levado a um cativeiro pela mesma pessoa que intencionava prender o pássaro.
A própria Bíblia nos mostra uma cena interessante referente a gratidão dependendo do seu ponto de vista; está em Lucas 17:9, 10.
É isso aí. Vamos purificar nossos corações e nos dedicar mais em fazer algo proveitoso para o bem-estar presente e possivelmente futuro. Vamos deixar o egoísmo para trás e olhar mais para o próximo e impreterivelmente, vamos fazer o que é certo de amar a Deus sobre todas as coisas, porque sabemos que o mais é só vaidade. Façamos isso. Não sejamos ingratos.
Que o nosso Jeová Deus de justiça e ordem nos dê um bom dia em nome do sacrifício resgatador de seu amado filho Jesus Cristo!

                                                                                       Joca Vitorino

Pensamento: "Aqueles que fazem de sua roupa a parte principal de si mesmos não tem geralmente mais valor do que sua roupa." (William Hazlitt)

Nenhum comentário:

Postar um comentário