Google+ Followers

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Sua idade- sua atitude?

Imagem e texto de hoje: http://i50.tinypic.com/sv3vcl.jpg

- Eu tenho 13 anos!
- Eu tenho 30 anos!
- Eu tenho 45 anos!
- Eu tenho 72 anos!
- Eu tenho vida!
A minha idade é a minha vontade.
Eu nunca tive os anos de idade que a minha certidão denota; eu tenho a idade de ser eu mesmo, com minhas fraquezas, minhas vontades, minha cultura, minha felicidade.
Eu tenho  anos de vida tanto quanto os dias desde que nasci, porque eu posso viver tanto em um dia quanto certas pessoas vivem em um ano.
Viver é querer ter os momentos a que nos propomos.
Eu tenho a idade que muitos não alcançaram e outros não alcançarão.
Viverei menos idade do que muitos que já passaram. Mas eu tenho os anos da minha alegria.
Quantos -coitados!- não chegaram aos 15?
Por que eu teria que me queixar de ter tal idade ou mais um pouco, ou menos ainda? Alguns nasceram e morreram logo. Alguns viveram tão pouco e deixaram exemplos maravilhosos de viver. E outros viveram tanto o quanto puderam deixar exemplos para nós.
Viver é assim: não pela idade, sim pelo que fez / faz da vida / na vida.
Viver é tão bom que em Eclesiastes 1:4 lemos: 'Uma geração vai e outra geração vem, mas a terra permanece por tempo indefinido.' (Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas) Fala das vaidades de tentar viver, que é simplesmente sobreviver e que não leva a nada, é apenas um esforço para alcançar o vento. Então, vivamos!
Que o nosso ETERNO Jeová Deus, misericordioso e clemente, nos abençoe com um maravilhoso dia de paz, alegria e bons acontecimentos em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!

                                                                                      Joca Vitorino


Pensamento: "Quando vires um homem idoso amável, moderado, calmo, contente, bem humorado, fica certo de que, em sua juventude, ele foi justo, generoso e perdoador. No seu fim, não lamenta o passado, nem teme o futuro: é como o entardecer de um belo dia." (Sabedoria árabe)

Nenhum comentário:

Postar um comentário