Google+ Followers

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Pequenos atos, grandes ações

Texto e imagem de hoje: http://i48.tinypic.com/zn0c21.jpg

Minha filha me deu um beijo no rosto.
Um dia li um pensamento que dizia: 'O pão que parti junto contigo era muito mais do que um pão e a música que ouvi contigo era mais do que música'. Será que temos o coração pleno de entendimento assim, de que as coisas são muito mais do que parecem ser?
O beijo que minha filha me deu, eu prestei atenção. E foi um beijo que teve antes um olhar. Um olhar que mostrava naquele lindo rosto feliz e agradecido o quanto eu sou importante na vida dela. Um olhar que a direcionou para um beijo; e foi tão completo em se dar que pareceu mais um coração ao encontro de outro coração.
Minha filha tomou uma refeição comigo. E era uma refeição que não dá pra lembrar o gosto, pois estávamos muito envolvidos. A refeição é a lembrança que tenho dela orando juntos antes da refeição, para agradecer a Jeová o prazer e alegria em estarmos juntos e nos alimentando e vivendo.
Minha filha é uma poesia. Ela diz: 'Olá, meu maravilhoso, meu amor!' e eu fico com os olhos cheios de lágrimas de felicidade por uma pessoa poder expressar tanto amor assim e principalmente por ser verdade. Ela fala expressões diferentes e profundas que é difícil alguém se conter. Por exemplo, ela disse 'Poxa, papai, aqui em Salvador todo mundo me ama, né?'. Porque criança não pensa como alguns adultos. Ela pensa com pureza e dedicação desinteressada.
Minha filha ficou uns dias comigo e me ensinou a confiar nas pessoas, a amá-las. Me fez ver o quanto é importante dar alegria aos outros e consequentemente ser feliz a partir disso.
Em Apocalipse 18:4 podemos ler que não devemos participar dos pecados de quem gosta de pecar para não receber as suas pragas, que é realmente para sairmos desse meio. O incrível de tudo isso é que foi preciso Lisna, de apenas quatro anos de idade pra me fazer perceber isso mais confiantemente.
Fica uma lição: os princípios bíblicos são verdades eternas, fundamentais e imutáveis. Jeová usou uma criança -a minha filha- para me fazer ver isso com exatidão.
Que o nosso eterno e maravilhoso Senhor e provisor Deus Jeová nos conceda fortalecimento espiritual, paz e amor em nome de nosso Senhor e Rei amado Jesus Cristo!

                                                                               Joca Vitorino

Nenhum comentário:

Postar um comentário