Google+ Followers

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Por que santos em nossa conduta?


Ensine valores morais a seus filhos

Loida, * uma mãe no México, diz: “As escolas distribuem preservativos, por isso os adolescentes acham que não tem problema nenhum em fazer sexo — desde que seja sexo ‘seguro’.”
Nobuko, uma mãe no Japão, diz: “Perguntei a meu filho o que ele faria se estivesse sozinho com sua namorada. Ele respondeu: ‘Não sei.’”
QUANDO seu filho ou sua filha eram pequenos, você fez alguma coisa para tornar sua casa mais segura para eles? Talvez tenha coberto tomadas, escondido objetos pontudos e bloqueado escadas — tudo pela segurança de seu filho.
Ah, se fosse assim tão fácil protegê-los quando são adolescentes! Suas preocupações agora são maiores, como por exemplo: ‘Será que meu filho vê pornografia?’ ‘Minha filha está envolvida com sexting, ou seja, enviando fotos obscenas de si mesma pelo celular?’ E a pergunta que os pais mais temem: ‘Meu filho é sexualmente ativo?’
É óbvio que controlar não é a solução. Nem mesmo Jeová usa esse método para fazer com que suas criaturas lhe obedeçam. Você, como pai ou mãe, também não deveria fazer isso. (Deuteronômio 30:19) Então, como pode ajudar seus filhos adolescentes a tomar decisões sábias em questões de moral? — Provérbios 27:11.
Uma medida básica que você pode tomar é ter várias conversas com eles sobre esse assunto. Comece quando são pequenos. * (Provérbios 22:6) Daí, quando entrarem na adolescência, continue tendo essas conversas. Você, como pai  ou mãe, deve ser a fonte principal de informações confiáveis para seu filho adolescente. “Muitas pessoas acham que preferimos falar de sexo com nossos amigos”, diz Alicia, uma jovem da Grã-Bretanha, “mas isso não é verdade. Preferimos que nossos pais nos falem sobre esse assunto. Confiamos no que eles têm a dizer”.
Deixe claro quais são seus valores.
TENTE O SEGUINTE: Use algo que você viu no noticiário para iniciar uma conversa com seu filho e passar seus valores. Por exemplo, se a notícia for sobre um crime sexual, você pode dizer: “É um absurdo a maneira como alguns homens tentam se aproveitar das mulheres. De onde você acha que eles tiram essas ideias?”

Ensine toda a verdade sobre sexo.

Alertas são necessários. (1 Coríntios 6:18; Tiago 1:14, 15) No entanto, a Bíblia descreve primeiramente o sexo como um presente de Deus, não como uma armadilha de Satanás. (Provérbios 5:18, 19; Cântico de Salomão 1:2) Falar a seus filhos adolescentes apenas sobre os perigos relacionados ao sexo pode fazer com que eles tenham uma visão distorcida e antibíblica do assunto. “Meus pais destacavam muito a imoralidade sexual”, diz Corrina, uma jovem na França, “e isso me fez ter uma atitude negativa para com as relações sexuais”.
TENTE O SEGUINTE: Na próxima vez que você conversar com seu filho adolescente sobre sexo, termine a conversa num tom positivo. Não tenha medo de dizer que o sexo é um maravilhoso presente de Deus que ele poderá ter no futuro quando se casar. Transmita confiança de que, até esse tempo chegar, ele conseguirá se apegar aos padrões de Deus.
Ajude seu filho a avaliar as consequências.
TENTE O SEGUINTE: Use ilustrações para ajudar seu filho a ver a sabedoria das normas de Deus. Por exemplo, você pode dizer: “O fogo, quando usado para cozinhar, é bom; mas numa floresta ele é ruim. Qual é a diferença entre os dois, e como sua resposta se aplica aos limites que Deus estabeleceu com respeito ao sexo?” Use o relato deProvérbios 5:3-14 para ajudar seu filho a entender as consequências da fornicação.
É bom que os adolescentes saibam que essa luta tem um lado positivo. Ela pode fazer com que eles meditem no tipo de pessoa que querem ser. Pode ajudá-los a pensar seriamente na pergunta: ‘Quero ter o controle da minha vida e ser conhecido como alguém que tem caráter e integridade, ou como alguém que segue a maioria — uma pessoa fraca que se entrega aos desejos?’ Ter bons valores morais ajudará seu filho a responder a essa pergunta com sabedoria.
Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved. 




ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário