Google+ Followers

sábado, 4 de dezembro de 2010

Vídeo

Jovens alunos de um Colégio no Cabula criam e ensaiam peça contra o uso de drogas, dst e gravidez na adolescência.
São boas as intenções, contudo, há os que criticam abusivamente do trabalho; alguns por não terem conhecimento e outros por não terem capacidade nem de criar, nem de praticar.
Alguns reclamam do áudio, mas não raciocinaram que não estávamos em nenhum estúdio e que não somos rede de tv, nem companhia de cinema. Esses deveriam investir em material para que fosse feito de maneira que os agradassem.
Há, ainda, que se raciocinar a respeito do que está feito: é fácil dar opinião quando se tem um trabalho realizado. As pessoas não opinam ou não ajudam nas tarefas, mas quando as veem prontas sabem dizer o que deveria ser melhorado ou mudado. Simples, não é? Então faça, ou ao menos, tente antes de falar mal!
Agradeço aos que se dispuseram a tornar o trabalho gratificante e por se empenharem em torná-lo realidade.
Quanto aos outros, deixe-os sonhar, reclamar e criticar, pois, quando aprenderem a fazer vão sentir o que é ser humano, o que é ter que disponibilizar tempo e vontade em ASSUMIR uma responsabilidade.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário