Google+ Followers

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Mensagem / "Felizes os cônscios de sua necessidade espiritual"

QUANDO acordam de manhã, os pássaros gorjeiam um pouco e depois voam em busca de comida. À tarde, voltam ao poleiro, gorjeiam um pouco mais e depois se recolhem. Em algumas épocas, eles se acasalam, botam ovos e criam os filhotes. Outros animais seguem basicamente o mesmo padrão de comportamento.




Nós, seres humanos, somos diferentes. É verdade que comemos, dormimos e nos reproduzimos, mas a maioria de nós não está satisfeita só com essas coisas. Queremos saber por que estamos aqui e procuramos o significado da vida. Queremos também ter uma esperança para o futuro. Essas necessidades mais profundas indicam que os seres humanos têm uma qualidade única: a espiritualidade, ou seja, a necessidade de compreender assuntos espirituais e o potencial para explorá-los.

Bíblia Sagrada:  será sábio da nossa parte verificar se as nossas crenças e princípios estão em harmonia com ela. — João 17:17.
 
Se compararmos nossas crenças com a Palavra de Deus, estaremos imitando os habitantes da antiga Beréia, os quais se certificavam de que os ensinamentos de Paulo se harmonizavam com as Escrituras. Em vez de criticar os bereanos, Lucas elogiou-os por sua atitude, “pois recebiam a palavra com o maior anelo mental, examinando cuidadosamente as Escrituras, cada dia, quanto a se estas coisas eram assim”. (Atos 17:11) Em vista dos muitos ensinamentos morais e religiosos contraditórios que existem hoje em dia, é importante imitar o exemplo dos bereanos, que tinham mentalidade nobre.




Outra maneira de identificar a verdade espiritual é observar como ela influencia a vida das pessoas. (Mateus 7:17) Por exemplo, viver em harmonia com a verdade bíblica deve fazer com que a pessoa se torne um marido e pai melhor, uma esposa e mãe melhor, aumentando assim a felicidade e o contentamento na família. “Felizes são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam”, disse Jesus. — Lucas 11:28.

Você escutará a mensagem do Reino?


Por intermédio do Reino, Deus vai desfazer todas as obras de Satanás e instruir as pessoas em seus caminhos justos. Portanto, não é de admirar que o Reino fosse o tema principal dos ensinamentos de Jesus. “Tenho de declarar as boas novas do reino de Deus . . . , porque fui enviado para isso”, disse ele. (Lucas 4:43) Cristo ordenou que seus discípulos partilhassem essa mesma mensagem com outras pessoas. (Mateus 28:19, 20) Ele predisse: “Estas boas novas do reino serão pregadas em toda a terra habitada, em testemunho a todas as nações; e então virá o fim.” (Mateus 24:14) Esse fim se aproxima rapidamente. Como é importante, então, que pessoas de coração honesto escutem essas boas novas que salvam vidas!

Publicado em A Sentinela de 1.º de julho de 2005


Nenhum comentário:

Postar um comentário