Google+ Followers

sábado, 4 de agosto de 2012

Que força necessitamos para pregar?


APOIO E PROTEÇÃO DE ANJOS

Desde que foram testemunhas da criação dos primeiros humanos, as fiéis criaturas espirituais têm demonstrado profundo interesse no crescimento da família humana e no desenrolar do propósito de Deus. (Provérbios 8:30, 311 Pedro 1:11, 12) Com o passar do tempo, porém, os anjos observaram que a maior parte da família humana havia deixado de servir ao amoroso Criador. Isso sem dúvida entristeceu os anjos fiéis. Por outro lado, cada ser humano que retorna para Jeová é motivo de “alegria entre os anjos”. (Lucas 15:10) Visto que eles têm tal interesse profundo no bem-estar dos que servem a Deus, não é de admirar que ele repetidas vezes os tenha usado para proteger seus servos fiéis na Terra. (Hebreus 1:7,14) Veja alguns exemplos.
Dois anjos ajudaram Ló e suas filhas a sobreviver à destruição das perversas cidades de Sodoma e Gomorra, conduzindo-os para fora daquela área. (Gênesis 19:15, 16) Séculos mais tarde, o profeta Daniel foi lançado numa cova de leões, mas ele não sofreu nenhum dano, e disse: “Meu próprio Deus enviou seu anjo e fechou a boca dos leões.” (Daniel 6:22) No primeiro século EC, um anjo libertou o apóstolo Pedro da prisão. (Atos 12:6-11) Além disso, anjos apoiaram Jesus no início de seu ministério terrestre. (Marcos 1:13) E, pouco antes de sua morte, um anjo apareceu-lhe e “o fortaleceu”. (Lucas 22:43) Isso deve ter dado muito revigoramento a Jesus naqueles momentos tão importantes de sua vida.

Hoje em dia, os anjos não aparecem mais de modo visível para o povo de Deus na Terra. Embora sejam invisíveis aos olhos humanos, os poderosos anjos de Deus ainda protegem seu povo, em especial contra qualquer coisa espiritualmente prejudicial. A Bíblia diz: “O anjo de Jeová acampa-se ao redor dos que o temem, e ele os socorre.” (Salmo 34:7) Por que essas palavras devem ser de grande consolo para nós? Porque existem perigosas criaturas espirituais perversas que desejam nos destruir! Quem são elas? De onde se originaram? Como é que tentam nos prejudicar? Para descobrir isso, vejamos brevemente algo que ocorreu no início da história humana.
Um dos anjos desenvolveu o desejo de governar outros e, assim, rebelou-se contra Deus. Mais tarde, esse anjo ficou conhecido como Satanás, o Diabo. (Revelação 12:9) Depois que enganou Eva, nos 16 séculos seguintes Satanás conseguiu afastar de Deus quase todos os humanos, com exceção de alguns fiéis, como Abel, Enoque e Noé. — Hebreus 11:4, 57.
Para desencaminhar as pessoas, os demônios usam o espiritismo. A prática do espiritismo envolve contato com os demônios, tanto de modo direto como por meio de um médium, ou intermediário, humano. A Bíblia condena o espiritismo e nos alerta que evitemos qualquer coisa relacionada com ele. (Gálatas 5:19-21) Os demônios usam o espiritismo assim como os pescadores usam a isca. O pescador usa diferentes iscas para pegar diferentes tipos de peixe. Do mesmo modo, os espíritos maus usam diferentes formas de espiritismo para trazer todo tipo de pessoas sob sua influência.
Um tipo de isca que os demônios usam é a adivinhação. O que é adivinhação? É uma tentativa de saber alguma coisa a respeito do futuro ou de algo desconhecido. Existem várias formas de adivinhação, tais como astrologia, uso de cartas de tarô ou de bolas de cristal, quiromancia e busca de presságios, ou sinais, misteriosos nos sonhos. Embora muitos pensem que praticar a adivinhação é inofensivo, a Bíblia mostra que os adivinhos e os espíritos maus trabalham juntos. Por exemplo, Atos 16:16-18 menciona “um demônio de adivinhação” que capacitava uma jovem a praticar “a arte do vaticínio”, ou adivinhação. Mas ela perdeu essa capacidade quando o demônio foi expulso dela.

Outro modo de os demônios desencaminhar as pessoas é por incentivá-las a consultar os mortos. Pessoas que choram a perda de um ente querido muitas vezes são enganadas com idéias falsas a respeito dos mortos. Um médium espírita pode dar informações especiais ou falar usando uma voz que pareça ser a de um falecido. Com isso, muitos se convencem de que os mortos estão de fato vivos e que contatá-los ajudará os vivos a suportar a tristeza. Mas qualquer “consolo” desse tipo é realmente falso, além de perigoso. Por quê? Porque os demônios podem imitar a voz de uma pessoa morta e dar a um médium espírita informações a respeito dela. (1 Samuel 28:3-19) Além do mais, como vimos no Capítulo 6, os mortos deixam de existir. (Salmo 115:17) Assim, ‘quem consulta os mortos’ é enganado pelos espíritos maus e age contrário à vontade de Deus. (Deuteronômio 18:10, 11Isaías 8:19) Portanto, esteja determinado a rejeitar essa perigosa isca usada pelos demônios.

Os espíritos maus não apenas desencaminham, mas também apavoram as pessoas. Hoje, Satanás e seus demônios sabem que lhes resta apenas “um curto período” antes de serem colocados fora de ação, e eles são agora mais perversos do que nunca. (Revelação 12:1217) Mesmo assim, milhares de pessoas que viviam diariamente com pavor de tais espíritos maus conseguiram se libertar. Como? O que a pessoa pode fazer, mesmo se já estiver envolvida com o espiritismo?
                               
                                      COMO RESISTIR AOS ESPÍRITOS MAUS

A Bíblia diz como podemos resistir aos espíritos maus e como nos libertar deles. Veja o exemplo dos cristãos do primeiro século na cidade de Éfeso. Alguns deles praticavam o espiritismo antes de se tornarem cristãos. Quando decidiram libertar-se do espiritismo, o que fizeram? A Bíblia diz: “Um número considerável dos que haviam praticado artes mágicas trouxeram os seus livros e os queimaram diante de todos.” (Atos 19:19) Por destruírem seus livros de magia, aqueles novos cristãos deram um exemplo para aqueles que desejam resistir aos espíritos maus hoje em dia. Pessoas que desejam servir a Jeová precisam livrar-se de todas as coisas ligadas ao espiritismo. Isso inclui livros, revistas, filmes, pôsteres e músicas que incentivam a prática do espiritismo e fazem-no parecer atraente e emocionante. Inclui também amuletos ou outros itens usados para proteção contra o mal. — 1 Coríntios 10:21.
Alguns anos depois de os cristãos em Éfeso terem destruído seus livros de magia, o apóstolo Paulo escreveu-lhes: ‘Temos uma pugna contra as forças espirituais iníquas.’ (Efésios 6:12) Os demônios não haviam desistido. Eles ainda tentavam aproveitar-se dos humanos. Assim, o que mais aqueles cristãos tinham de fazer? “Acima de tudo”, disse Paulo, “tomai o grande escudo da fé, com que podereis apagar todos os projéteis ardentes do iníquo [Satanás]”. (Efésios 6:16) Quanto mais forte for o nosso escudo da fé, maior será a nossa resistência às forças espirituais perversas. — Mateus 17:20.
Como, então, podemos fortalecer a nossa fé? Pelo estudo da Bíblia. A firmeza de uma muralha depende muito da solidez de sua fundação. Do mesmo modo, a firmeza de nossa fé depende muito da solidez de sua base, que é o conhecimento exato da Palavra de Deus, a Bíblia. Se lermos e estudarmos a Bíblia diariamente, a nossa fé ficará firme. Como uma muralha forte, tal fé nos protegerá contra a influência de espíritos maus. — 1 João 5:5.

Que outra medida aqueles cristãos em Éfeso tinham de tomar? Eles precisavam de mais proteção, pois viviam numa cidade cheia de demonismo. Assim, Paulo lhes disse: “Com toda forma de oração e súplica, em todas as ocasiões, [fazei] orações em espírito.” (Efésios 6:18) Visto que nós também vivemos num mundo cheio de demonismo, orar com fervor a Jeová pedindo sua proteção é essencial para resistir aos espíritos maus. Naturalmente, temos de usar o nome de Jeová nas nossas orações. (Provérbios 18:10) Assim, temos de persistir em orar a Deus para que ele ‘nos livre do iníquo’, Satanás, o Diabo. (Mateus 6:13) Jeová atenderá essas orações sinceras. — Salmo 145:19.

Os espíritos maus são perigosos, mas não precisaremos viver com medo deles se resistirmos ao Diabo e nos achegarmos a Deus fazendo a sua vontade. (Tiago 4:7, 8) O poder dos espíritos maus é limitado. Eles foram punidos nos dias de Noé e receberão a condenação final no futuro. (Judas 6) Lembre-se, também, que nós temos a proteção dos poderosos anjos de Jeová. (2 Reis 6:15-17) Esses anjos estão muito interessados em ver que resistimos com êxito aos espíritos maus. Os anjos justos torcem por nós, por assim dizer. Portanto, devemos permanecer achegados a Jeová e à sua família de fiéis criaturas espirituais. É preciso evitar também todo tipo de espiritismo e sempre aplicar os conselhos da Palavra de Deus. (1 Pedro 5:6, 72 Pedro 2:9) Nesse caso, podemos ter certeza da vitória na luta contra as criaturas espirituais perversas.

Copyright © 2009 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania. All rights reserved.  


PUBLICADO EM 2005





ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário