Google+ Followers

sábado, 20 de outubro de 2012

Quem pode te saciar?


“As nações terão de saber que eu sou Jeová”

COMO você se sentiria se fosse acusado de um crime que não cometeu? E se esse crime tivesse causado grande sofrimento a outros, incluindo muitos inocentes? Sem dúvida, você desejaria limpar seu nome. Sabia que Jeová enfrenta um desafio parecido? Hoje, muitos equivocadamente acusam a Deus pelas injustiças e pelo sofrimento que existem no mundo. Será que Jeová está preocupado em limpar seu nome? Com toda a certeza! Veja o que diz o livro de Ezequiel. — Leia Ezequiel 39:7.
“Não mais deixarei meu santo nome ser profanado”, disse Jeová. Quando os homens culpam a Deus pela injustiça, eles estão profanando Seu nome. Como assim? Na Bíblia, “nome” muitas vezes significa reputação. Uma obra de referência diz que o nome de Deus se refere ao “que se sabe sobre ele — como ele próprio se revela; também representa sua fama e, desse modo, sua honra”. O nome de Jeová envolve sua reputação. E o que se sabe sobre Jeová no que diz respeito à injustiça? Ele a odeia! E ele se compadece das vítimas de injustiças. * (Êxodo 22:22-24) Aqueles que afirmam que Deus é responsável pelas coisas que ele na verdade odeia estão manchando Sua reputação. Dessa forma, ‘tratam o nome dele com desrespeito’. — Salmo 74:10.
Note que Jeová usa duas vezes a expressão “meu santo nome”. (Versículo 7) Na Bíblia, o nome de Jeová muitas vezes aparece perto das palavras “santo” e “santidade”. O termo “santo” transmite a ideia de algo separado; também denota limpeza e pureza. O nome de Jeová é santo porque o Deus que o leva é santo — completamente separado de tudo que é pecaminoso e impuro. Consegue ver por que os que culpam a Jeová pela maldade estão manchando seu “santo nome” da pior forma possível?
O propósito de Jeová de limpar seu nome por meio de seu Reino é o tema principal da Bíblia. Esse tema é destacado no livro de Ezequiel, que diz várias vezes: “As nações terão de saber que eu sou Jeová.” (Ezequiel 36:23; 37:28; 38:23;39:7) Note que as nações não poderão escolher se vão saber ou não quem Jeová é. Elas “terão de saber”. Ou seja, Jeová tomará uma ação que obrigará as nações a reconhecer que ele é quem diz ser: Jeová, o Soberano Senhor, cujo nome representa tudo que é santo, puro e limpo.
A promessa de que “as nações terão de saber que eu sou Jeová”, reafirmada tantas vezes na Bíblia, é uma boa notícia para todos os que anseiam ver o fim da injustiça e do sofrimento. Em breve, Jeová cumprirá essa promessa e limpará seu nome de todo o vitupério. Ele eliminará a maldade e os que a praticam, mas preservará vivos os que reconhecem e respeitam seu nome e o que ele representa. (Provérbios 18:10) Não se sente motivado a aprender como se achegar mais a Jeová, o Deus santo que “ama a justiça”? — Salmo 37:9-11, 28.
Copyright © 2012 Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania, Inc. All rights reserved.



ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário